Tratamento da enxaqueca com toxina botulínica

Sensibilidade à luz, ao som, a cheiros e a movimentos bruscos e náusea são alguns do sintomas associados à enxaqueca, um tipo dor de cabeça forte, de característica latejante e pulsátil. A doença afeta cerca de 15% da população brasileira – algo em torno de 31 milhões de pessoas, a maioria na faixa dos 25 aos 45 anos.

Em casos crônicos, a enxaqueca se torna bastante incapacitante, comprometendo a qualidade de vida e, por isso, requer tratamento especializado com acompanhamento regular com o médico neurologista focado neste tipo de doença.

Na enxaqueca crônica, o paciente também pode apresentar:

Maior sensibilidade à dor incluindo dores em todo o corpo. Há um impacto negativo na qualidade de vida Risco de depressão, ansiedade e distúrbios do sono

Infelizmente cerca de 80% dos pacientes com enxaqueca crônica também estão deprimidos e apresentam distúrbios do sono, o que aumenta as crises de dor.

O Botox além da estética, também tem resultados excelentes na medicina e é um grande aliado no tratamento de enxaqueca crônica, excesso de suor e até depressão.

O uso da toxina botulínica (Botox)  foi aprovado em 2011 pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e é a mais recente novidade para prevenir as crises de Enxaqueca crônica. Injetada nas fibras musculares e no tecido subcutâneo de pontos específicos da cabeça, do pescoço e na porção mais alta do tronco, a toxina botulínica interrompe a transmissão do sintoma doloroso pelo sistema nervoso central.

Como é feito o tratamento de enxaqueca com toxina botulínica (Botox)?

Por meio do relaxamento promovido pelo Botox é possível atuar na causa da enxaqueca e reduzir seus impactos. A toxina botulínica ficou conhecido mundialmente por sua primeira marca comercial e, até os dias de hoje, o mesmo nome é geralmente sinônimo de tratamentos com a toxina.

No caso do tratamento da enxaqueca, o tratamento com a toxina botulínica (Botox) é realizado de forma minimamente invasiva, ou seja, não exige qualquer intervenção cirúrgica.

Geralmente, o tratamento para enxaqueca com o Botox é indicado quando os tratamentos convencionais apresentam pouco ou nenhum resultado.

O tratamento com a toxina botulínica é muito eficaz neste tipo de tratamento, principalmente para enxaqueca crônica.

Qual a durabilidade dos efeitos da toxina botulínica para dor crônica de cabeça?

Os efeitos do procedimento do Botox para tratamento da enxaqueca podem durar de 3 à 6  meses.

De acordo com a International Headache Society, FDA e ANVISA, são 31 pontos fixos de aplicação da toxina botulínica, com possível acréscimo de 8 pontos, de acordo com cada caso. Os pontos fixos foram determinados nos estudos PREEMT (1 e 2), conforme descrito em bula.

São 13 músculos a serem bloqueados. Os músculos, quantidade de toxina botulínica e o número de pontos em cada músculo estão discriminados abaixo:

Músculo Corrugador direito – 5U (1 ponto)

Músculo Corrugador esquerdo – 5U (1 ponto)

Prócero – 5U (1 ponto)

Músculo Frontal direito – 10U (2 pontos)

Músculo Frontal esquerdo – 10U (2 pontos)

Músculo Temporal direito – 20U (4 pontos)

Músculo Temporal esquerdo – 20U (4 pontos)

Músculo Occipital direito – 15U (3 pontos)

Músculo Occipital esquerdo – 15 U (3 pontos)

Músculo Cervical Paraespinhal direito – 10U (2 pontos)

Músculo Cervical Paraespinhal esquerdo – 10U (2 pontos)

Músculo Trapézio direito – 15U (3 pontos)

Músculo Trapézio esquerdo – 15U (3 pontos)

Como é feita a aplicação da toxina botulínica e quais  as recomendações?

A aplicação da toxina botulínica é realizada em consultório e o tempo da aplicação é em média de 20-30 min.

É usado uma pomada anestésica ou gelo cerca de 20 min antes do procedimento.

Deve-se evitar atividades físicas após a aplicação da toxina botulínica.

A toxina botulínica, (Botox) não cura a enxaqueca, mas sim, reduz muito a dor.

Quais são os efeitos colaterais da toxina botulínica?

A aplicação da toxina botulínica ( Botox) é um procedimento considerado minimamente  invasivo pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, pois não implica em aberturas ou outras técnicas mais agressivas.

Os efeitos colaterais relacionados com o tratamento com a toxina botulínica são mínimos e, normalmente, relacionados ao local de aplicação da injeção. Podem ser observados pelo paciente após o procedimento:

Dores, inchaço e pequenos hematomas , ainda que incomuns, podem ocorrer no local da injeção e em regiões próximas;

Leve sensação de coceira.

Em geral, a aplicação de toxina botulínica é um procedimento bastante seguro e que não gera efeitos colaterais. Quando estes ocorrem, são leves e temporários, não impactando as atividades cotidianas do paciente.

 Quais são os resultados da toxina botulínica?

Melhora quadros de ansiedade e depressão, muitos pacientes com enxaqueca crônica também devolve a depressão e ansiedade.

Há uma grande melhora na qualidade do sono, principalmente para quem sofre de insônia.

Cerca de 80% apresentam melhora com redução da intensidade e frequência das crises;

Destes, cerca de 40% apresentam melhora muito significativa, isto é, o tratamento com a Toxina Botulínica, (Botox) melhorou a qualidade de vida destes pacientes;

Alguns pacientes que já não conseguiam mais trabalhar ou ter vida social, após o tratamento conseguiram retornar a um nível normal de vida;

Estudos mais recentes mostram que pacientes submetidos ao tratamento para a enxaqueca com a toxina botulínica( Botox ) relatam uma frequência menor de crises de dor e diminuição do nível das dores, nos meses subsequentes à aplicação, além da melhora no impacto das crises na qualidade de vida.